Arquivo da categoria: AMOR AMOR

AMOR, AMOR – CAPÍTULO 26 – ÚLTIMO CAPÍTULO

logooficial

UMA WEB-NOVELA DE: Vitor Alves

ADAPTAÇÃO: Naira Farias

DIREÇÃO: Caio Pires

PRÓXIMA SEGUNDA ♦ 21h00

sem-titulo-1-recuperado


CENA 01/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ NOITE/ INT

A sonoplastia continua. O ambiente está totalmente escuro. Tima saí da cozinha, Helena acende um fósforo.

TIMA (Risos) – Que brincadeira é essa Helena? Quis me assustar?

HELENA (Séria) – Não tem ninguém brincando aqui não! Esse é o fim da linha para nós duas.

Close em Tima assustada.

TIMA – Helena? O que está acontecendo?

HELENA (Chorando) – Você não pode casar com o Felipe.

TIMA – Porque não?

HELENA – Porque antes de você, era eu que realizava todos os seus prazeres, antes de você, era eu quem ele amava.

TIMA (Assustada) – Mas você não era a empregada da mansão?

HELENA (Chorando) – Sim! Por isso foi demitida da mansão. Quando a Teresa descobriu, me demitiu.

TIMA – Helena você precisa de um tratamento. Deixe eu sai daqui, por favor.

HELENA – Deixo sim, vamos as duas queimar no inferno.

Tima começa a chorar desesperada. Helena pega os galões de Gasolina e começa a espalhar por toda a lanchonete.

 

CENA 02/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ ENTRADA/ NOITE/ EXT

Felipe chega ao local, ele percebe que algo de errado está acontecendo.

FELIPE (Assustado) – Ué gente? Cadê a Tima? Passei na casa dela agora e a mãe dela disse que ela estava aqui.

Felipe começa a sentir o cheiro de gasolina.

FELIPE – Gasolina? Tima, você está aí?

CORTA PARA:

 

CENA 03/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ SALÃO/ NOITE/ INT

Helena tampa a boca de Tima e coloca uma arma na cabeça dela. Sem querer, Helena derruba um copo de Vidro no chão.

FELIPE (Off) – Que barulho foi esse?

 

CENA 04/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ ENTRADA/ NOITE/ EXT/ SONOPLASTIA:

A sonoplastia toma conta da cena. Felipe faz uma ligação.

 

CENA 05/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ MADRUGADA/ EXT

A cidade está completamente vazia.

LETREIRO: ALGUMAS HORAS DEPOIS

 

CENA 06/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ MADRUGADA/ EXT

Helena está com a arma apontada para a cabeça de Tima. Cristina e Fernanda chegam desesperadas. A policia tenta uma negociação.

POLICIAL – Libere a moça que nada de ruim acontecerá com você.

HELENA – Só vou mofar na cadeia né? Eu vou entrar no meu carro, não quero ninguém atrás de mim.

Helena coloca Tima dentro do carro, e logo depois entra. O carro sai disparado em direção ao Rio de Janeiro.

 

CENA 07/ GRANDE SOL/ ESTRADA/ CARRO/ EXT

O carro está em alta velocidade, Tima chora bastante.

HELENA (Rindo) – É minha patroa, vamos morrer juntas!

TIMA (Chorando) – Me deixe sair do carro, por favor.

HELENA – E deixar você viva pra casar com o meu homem? Duvido.

Helena olha pelo retrovisor, Felipe está em alta velocidade em uma moto.

HELENA (Nervosa) – Eu avisei! Não me escutaram.

FELIPE (Gritando) – Solte a Tima.

Helena olha para o seu lado, e ver um enorme precipício e ao fundo o mar.

HELENA (Chorando) – Adeus Tima!

Helena atira o carro em direção ao precipício.

TIMA (Off) –Nãaaaaaaaaaaaaao!

O carro capota várias vezes, antes de cair no mar ele explode.

 

CENA 08/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ DIA/ EXT/ SONOPLASTIA: Banda Beijo – A Vida é Festa

LETREIRO: QUATRO ANOS DEPOIS…

 

CENA 10/ GRANDE SOL/ CEMITÉRIO/ DIA/ EXT

A sonoplastia continua, Teresa e Cristina caminham entre as tumbas. As duas choram bastante.

CRISTINA (Chorando)  – Hoje faz quatro anos que a minha menina se foi.

TERESA (Chorando) – A vida é assim minha amiga. Temos que está preparada para tudo. Meu filho morreu de amor.

CRISTINA – Nossos filhos se amaram muito.

As duas se abraçam.

TERESA – Temos que seguir minha amiga. Vamos?

Teresa e Cristina jogam flores na tumba onde os dois estão enterrados.Close na foto de Tima e Felipe.

 

CENA 11/ GRANDE SOL/ PENITENCIÁRIA/ SAIDA/ DIA/ EXT

Fipo e Suelen estão muito ansiosos. O portão se abre e Furacona saí, os dois correm para abraça-la.

FURACONA (Sorridente) – Enfim a liberdade.

PIPO – Estava na hora minha amiga. Não aguentava mais ficar sem você.

FURACONA – Eu também meus amores, mas estou de volta. Prometo que serei outra pessoa.

SUELEN – Você reconheceu seus erros Adelaide. Isso que importa.

FURACONA – E o cabaré, como anda?

SUELEN – Fechei! Coloquei uma pizzaria.

FURACONA – Tem uma vaguinha pra mim?

SUELEN – Se não tivesse, eu arranjava.

Furacona e Suelen se abraçam.

 

CENA 12/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ DIA/ EXT/ SONOPLASTIA: The Liverpool Kids Yesterday

Um dia ensolarado, as ruas da cidade estão lotadas.

 

CENA 13/ GRANDE SOL/ MANSÃO SALES/ JARDIM/ DIA/ INT

A sonoplastia continua. No jardim, todos comemoram a festa de casamento de Fernanda e Ricardo. Closes em todos os casais que estão presentes na cena. A câmera se afasta aos poucos e em uma arvore, estão Tima e Felipe sentados olhando toda a festa.

TIMA – Nosso amor é tão grande, que agora estamos voltando como irmãos.

FELIPE – Eu amo você!

Os dois se abraçam.

Resumão Geral:

Furacona e Pipo adotam uma menina, Teresa e Miguel se casam e adotam todas as crianças do orfanato, Cristina se reconcilia com o pai de Fernanda e Tima. Fernanda está grávida de gêmeos, Fernando completa um ano de casado com Rodrigo. 

 LETREIRO: CINCO ANOS DEPOIS…

 

 CENA 14/ RIO DE JANEIRO/ MANSÃO DE RICARDO E FERNANDA/ JARDIM/ EXT

A sonoplastia continua. Fernanda e Ricardo estão sentados escorados em uma árvore, enquanto isso, seus filhos correm pelo jardim.

FERNANDA (Gritando) – Felipe! Cuidado pra não cair.

RICARDO (Gritando) – Tima para de comer areia.

FERNANDA – Esses dois chegaram só para tirar nossa paciência.

Fernando chega de mãos dadas com seu namorado Rodrigo.

RICARDO – Até que enfim mano. Pensei que não iria vir mais.

FERNANDA – Estava preocupada com vocês.

Ricardo e Fernanda cumprimentam Fernando e Rodrigo.

FERNANDO – Que nada! Iríamos vir no carro do Rodrigo…

A conversa continua, a câmera aos poucos se distância.

 

CENA 15/ RIO DE JANEIRO/ MANSÃO DE RICARDO E FERNANDA/ JARDIM/ EXT

A sonoplastia continua. Tima e Felipe brincam. Os dois se abraçam.

TIMA – Eu te amo irmão.

FELIPE – Eu te amo mais irmã.

Os dois continuam a brincar, a câmera de distância e foca somente nas plantas. A cena congela e vira uma imagem.

“Nossos destinos nunca será como queremos. A vida tem que ser vivida intensamente cada segundo, antes que seja tarde”

Tima

FIM

banner-dds

AMORAMOR

 

 

AMOR, AMOR – CAPÍTULO 25 – PENÚLTIMO CAPÍTULO

logooficial

UMA WEB-NOVELA DE: Vitor Alves

ADAPTAÇÃO: Naira Farias

DIREÇÃO: Caio Pires

DIA 19 ♦ 21h00

sem-titulo-1-recuperado


CENA 01/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ SALÃO/ INT

FELIPE – Mãe?

TERESA (Assustada) – Filho? O que você está fazendo aqui?

FELIPE – Então mãe! Eu ainda não te contei uma coisa.

TERESA – O que aconteceu meu filho? Fala logo.

Felipe senta.

FELIPE – Então mãe! Eu estou namorando a dona desta lanchonete.

TERESA – Posso conhecer a moça?

FELIPE – Claro! Nanda, chame a Tima aqui por favor.

Fernanda entra na cozinha. Alguns estantes se passam e Tima chega com o cabelo bagunçado e toda suja.

TIMA – Me chamou amor?

FELIPE – É essa mãe! Essa é a Tima.

Teresa e Tima se entreolham.

TIMA – Olá senhora! Tudo bem?

TERESA (Admirada) – Que menina linda meu filho.

TIMA – Obrigada!

 

CENA 02/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ NOITE/ SONOPLASTIA: oupa Nova – Amar é…

Carros chegando na cidade, pessoas caminhando pela orla da praia, casais namorando no mirante.

LETREIRO: Dois meses depois…

 

 

CENA 03/ GRANDE SOL/MANSÃO SALES/ QUARTO DE TERESA/ DIA/ INT

Sonoplastia para. Teresa, Cristina e Fernanda admiram Tima fazendo a última prova de seu vestido de casamento.

TERESA (Emocionada) – Não tenho nem palavras Tima. Você está linda.

Tima pega nas mãos de Teresa.

TIMA – Obrigada por ter colocado no mundo o grande amor da minha vida.

CRISTINA (Chorando) – O casamento só é depois de amanhã e eu já estou me acabando de chorar.

FERNANDA – Já estou pensando no meu.

TIMA – O seu será tão lindo quanto o meu.

Ricardo entra no quarto.

RICARDO – Claro que será! Nosso casamento será o mais lindo que essa cidade já viu.

Ricardo e Fernanda se Beijam.

CRISTINA – Todo mundo querendo casar. E eu aqui, querendo somente uma pessoa pra namorar.

Todos que estão no quarto riem.

TERESA – Calma minha linda! Deus há de trazer a pessoa certa na hora certa pra você.

CRISTINA – Deus te ouça minha amiga.

 

CENA 04/ GRANDE SOL/CASA DE HELENA/ QUARTO/ DIA/ INT

Helena deitada pensativa com um sorriso discreto.

HELENA – É hoje! Se você não pode ser meu, também não será de mais ninguém Felipe.

Helena se levanta e caminha até a cozinha.

CORTA PARA:

 

CENA 05/ GRANDE SOL/CASA DE HELENA/ COZINHA/ DIA/ INT

No chão, estão três garrafões de gasolina. Ela pega um por um e coloca dentro de um carro que está localizado em uma garagem ao lado da cozinha.

 

CENA 06/ GRANDE SOL/ORFANATO CRIANÇA FELIZ/ QUARTO/ INT

Todas as crianças estão sentadas em várias camas espalhadas pelo quarto. Teresa conversa com elas sobre o casamento de Tima e Felipe.

TERESA – Então meus lindos! Hoje a noite acontecerá o último ensaio. O casamento já é depois de amanhã e pelo o que a tia aqui viu, vocês já estão mais que preparados.

Uma das crianças chega perto de Teresa com os olhos cheios de lágrimas.

CRIANÇA (Chorando) – Muito obrigado por tudo tia.

TERESA (Chorando) – Que nada meu anjo. Faço tudo por vocês.

Todos correm para abraçar Teresa.

 

 

CENA 07/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ NOITE/ EXT

Anoitece em Grande Sol, cenas da feira da cidade, Crianças brincado na rua. Corta para a frente da lanchonete.

 

 

CENA 08/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ NOITE/ INT

Na lanchonete só estão Tima, Fernanda e Helena. Elas estão se preparando para fechar.

FERNANDA – Tima, você fecha tudo por aqui?

TIMA – Pode indo pra casa irmã, eu fecho tudo aqui com a Helena.

Helena está varrendo o salão, Fernanda saí.

TIMA – Helena, vou na cozinha lavar logo aquela pilha de louças. Se você quiser ir embora pode ir. É só abaixar o portão.

HELENA – Pode deixar Tima.

Tima entra na cozinha. Helena olha para todos os lados e saí correndo em direção ao seu carro. Ela tira os galões e colocam todos dentro da lanchonete. Ela entra, fecha os portões e apagam as luzes.

 

CENA 09/ GRANDE SOL/MANSÃO SALES/ SALA/ INT

Teresa sentada no sofá assistindo TV. Felipe passa por ela.

TERESA – Vai pra onde essa hora meu filho?

FELIPE – Vou chamar a Tima pra sair.

TERESA – Vai com Deus filho.

Felipe beija Teresa e sai.

 

CENA 10/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ NOITE/ EXT/ SONOPLASTIA: Instrumental de tensão

A cidade está completamente vazia. Corta para a frente da lanchonete.

 

CENA 11/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ NOITE/ INT

A sonoplastia continua. O ambiente está totalmente escuro. Tima saí da cozinha, Helena acende um fósforo.

TIMA (Risos) – Que brincadeira é essa Helena? Quis me assustar?

HELENA (Séria) – Não tem ninguém brincando aqui não! Esse é o fim da linha para nós duas.

Close em Tima assustada.

NESTA SEGUNDA, NÃO PERCA AS EMOÇÕES DO ÚLTIMO CAPÍTULO.

E DIA 19 – ESTREIA

sem-titulo-1-recuperado

AMORAMOR

AMOR, AMOR – CAPÍTULO 24 – ANTEPENÚLTIMO CAPÍTULO

logooficial

UMA WEB-NOVELA DE: Vitor Alves

ADAPTAÇÃO: Naira Farias

DIREÇÃO: Caio Pires

DIA 19 ♦ 21h00

sem-titulo-1-recuperado


CENA 01/ GRANDE SOL/ RUA/ NOITE/ INT

Teresa caminha pela rua. No outro lado da rua está Miguel, um novo morador da cidade. Sonoplastia: Caetano Veloso – Você é linda entra em cena. Os dois chegam em frente a faixa de pedestre e atravessam. Ao reverterem de lado, os dois se entreolham.

Close no olhar apaixonado de Miguel e Teresa. Eles deixam de se olhar e continuam seu trajeto.

 

CENA 02/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ EXT

A cidade está muito movimentada, cenas da praça lotada. Carros passam em frente a lanchonete de Tima.

 

CENA 03/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ COZINHA/ INT

Tima está preparando alguns lanches com ajuda de Felipe quando Helena entra e se assusta com a presença de Felipe.

HELENA – Senhor Felipe?

FELIPE – Oi Helena, tudo bem?

HELENA – Desculpe ser indelicada. Vocês dois estão namorando?

TIMA – Estamos sim Helena. E Em breve iremos nos casar.

Helena fica sem reação.

HELENA – Ah sim! Felicidades.

Helena sai tristonha. Close em Felipe preocupado.

 

CENA 04/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ SALÃO/ INT

Teresa entra na lanchonete. Ela repara em toda lanchonete.

FERNANDA – Posso ajudar senhora?

TERESA – Ah, oi! Tudo bem?

FERNANDA – Tudo ótimo. Quer ajuda?

TERESA – Quero sim! Pode trazer uma vitamina de morango pra mim?

FERNANDA – É pra já senhora.

Teresa se senta, Fernanda entra na cozinha.

 

CENA 04/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ COZINHA/ INT

Tima tirando alguns salgados do forno, Felipe na chapa quando Fernanda entra.

FERNANDA – Gente! Uma vitamina de morango.

FELIPE – Pode deixar que eu faço Tima.

Felipe prepara a vitamina e leva para a cliente sem saber que é sua mãe.

 

CENA 05/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ SALÃO/ INT

FERNANDO – É pra quem Nanda?

FERNANDA – Para ela ali. (aponta para Teresa)

Felipe fica impressionado ao ver a mãe.

FELIPE – Mãe?

TERESA (assustada) – Filho? O que você está fazendo aqui?

FELIPE – Então mãe! Eu ainda não te contei uma coisa.

TERESA – O que aconteceu meu filho? Fala logo.

Felipe senta.

FELIPE – Então mãe! Eu estou namorando a dona desta lanchonete.

TERESA – Posso conhecer a moça?

FELIPE – Claro! Nanda, chame a Tima aqui por favor.

Fernanda entra na cozinha. Alguns estantes se passam e Tima chega com o cabelo bagunçado e toda suja.

TIMA – Me chamou amor?

FELIPE – É essa mãe! Essa é a Tima.

Teresa e Tima se entreolham.

FIM DO CAPÍTULO

DIA 19 ♦ 21h00

sem-titulo-1-recuperado

AMORAMOR

AMOR, AMOR – CAPÍTULO 23 – ÚLTIMOS CAPÍTULOS

logooficial

UMA WEB-NOVELA DE: Vitor Alves

ADAPTAÇÃO: Naira Farias

DIREÇÃO: Caio Pires


CENA 01/ RODOVIARIA GRANDE SOL/ ÔNIBUS/ EXT

O ônibus que Furacona está se prepara para sair, de repente três viaturas o cercam.

FURACONA – Hihi, Deu merda!

Os policiais descem das viaturas.

POLICIAL – Senhora Adelaide, desça do ônibus! Você está presa.

Todos os passageiros ficam olhando para Furacona que fica nervosa. Um policial entra no ônibus e algema ela.

FURACONA – Porque estou sendo presa?

POLICIAL – Da delegacia você resolve isso.

 

CENA 02/ GRANDE SOL/ DELEGACIA/ESCRITÓRIO/ INT

Delegado Peixoto conversa com Teresa quando um policial entra no escritório com Furacona. Teresa se assusta.

TERESA (assustada) – Você?

FURACONA – De carne e osso madame.

TERESA – O que você fez?

DELEGADO – Acusada de atropelamento senhora, por favor! Leve essa bandida pra cela, depois converso com ela.

O policial sai com Furacona, Teresa continua conversando com o Delegado Peixoto.

DELEGADO PEIXOTO – Enfim dona Teresa, o caso já foi até arquivado. No Maximo que eu posso fazer por você é te colocar pra fazer serviço comunitário.

Close em Teresa.

 

CENA 03/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ EXT/ SONOPLASTIA: Adriana Calcanhotto Devolva me

Pessoas entrando e saindo da igreja, carros passando pela cidade.

LETREIRO: Algumas semanas depois…

 

CENA 04/ GRANDE SOL/ ORFANATO CRIANÇA FELIZ/ JARDIM/ DIA/EXT

A sonoplastia continua. Teresa lendo um livro para as crianças. Close nos sorrisos das crianças.

Sonoplastia para.

 

CENA 05/ GRANDE SOL/ MANSÃO SALES/JARDIM/ DIA/ EXT

Tima e Felipe estão deitados na grama, o silêncio toma conta do lugar.

FELIPE – Que silêncio bom!

TIMA – Bom mesmo é estar aqui com você.

FELIPE – Onde eu estava esse tempo todo que não conheci você antes?

TIMA – No Rio de Janeiro? (Risos)

FELIPE – Pois é! Mas agora que eu te conheci, eu não quero mais largar você por nada neste mundo.

Tima e Felipe se beijam.

 

CENA 06/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ SALÃO/ DIA/ INT

Fernanda observa Helena muito nervosa.

FERNANDA – Ta tudo bem Helena?

HELENA – Está sim Nanda.

FERNANDA – Que ir pra casa descansar? Você ta muito tensa.

HELENA – Posso ir?

FERNANDA – Claro! Pode deixar que eu tomo conta de tudo.

HELENA – Muito obrigado Fernanda. Você é um amor.

Helena tira seu avental, pega sua bolsa debaixo do balcão e saí.

 

CENA 07/ GRANDE SOL/ CASA DE HELENA/ SALA/ DIA/ INT

Helena caminha de um lado pro outro. Ela está muito nervosa.

HELENA – Preciso arranjar uma solução de acabar com essa angústia.

Helena caminha até o quarto.

CORTA PARA:

 

CENA 08/ GRANDE SOL/ CASA DE HELENA/ QUARTO/ DIA/ INT

Helena se aproxima de uma gaveta. Ela pensa um pouco até que então decide abrir. Do local, Helena retira uma arma que no reflexo dá para ver seu olhar maligno.

HELENA – Eu vou acabar com a vida dela. Nem que para isso eu acabe com a minha.

 

CENA 09/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ ANOITECENTO/ SONOPLASTIA: Danni Carlos – Coisas que eu sei

Pessoas saindo da Lanchonete. Corta para as lindas praias da cidade.

 

CENA 10/ GRANDE SOL/ LANCHONETE/ SALÃO/NOITE/ INT

A sonoplastia para. Tima e Felipe chegam de mão dadas.

FERNANDA – Pelo amor de Deus Tima! Me ajuda.

TIMA – Ué? Cadê a Helena?

FERNADA – Ela estava muito estranha. Mandei ela pra casa.

FELIPE – Eu posso ajudar vocês.

TIMA (Risos) – Você? Duvido!

FELIPE – Porque não?

Felipe pega a o prato da mão de Fernanda e serve um casal. Tima e Fernanda se entreolham e riem.

 

CENA 11/ GRANDE SOL/ RUA/ NOITE/ INT

Teresa caminha pela rua. No outro lado da rua está Miguel, um novo morador da cidade. Sonoplastia: Caetano Veloso – Você é linda entra em cena. Os dois chegam em frente a faixa de pedestre e atravessam. Ao reverterem de lado, os dois se entreolham.

Close no olhar apaixonado de Miguel e Teresa.

FIM DO CAPÍTULO

DIA 19 ♦ 21h00

logo

AMORAMOR

AMOR, AMOR – CAPÍTULO 22 – ÚLTIMOS CAPÍTULOS

logooficial

UMA WEB-NOVELA DE: Vitor Alves

ADAPTAÇÃO: Naira Farias

DIREÇÃO: Caio Pires


CENA 1/ CASA DE SUELEN /MANHÃ

Suelen e Antônio estão tomando café da manhã quando alguém bate na porta.

SUELEN – Quem será meu Deus?

Suelen levanta e abre a porta. Para surpresa de todos, é Teresa.

SUELEN – O que você quer aqui sua vádia?

TERESA – Precisamos conversar! Me escute por favor.

Suelen Olha para Antônio, close em Teresa.

ANTÔNIO – Deixe ela entrar Suelen.

SUELEN – Entre!

Teresa entra e olha para toda a casa, Antônio e Suelen ficam sem entender nada.

ANTÔNIO – A senhora quer tomar café conosco?

TERESA – Aceito um pouco.

ANTÔNIO – Sente-se, por favor.

Teresa senta, Suelen coloca o café na xícara e entrega a Teresa.

TERESA – Eu vim aqui pedir desculpas a vocês. Eu fui muito estúpida no momento em que mandei implantar uma bomba em sua casa Antônio.

ANTÔNIO – Quer dizer que realmente foi você?

SUELEN – Eu te falei! Essa mulher não presta.

TERESA – Sim Antônio, fui eu. Mas você não sabe o quanto estou arrependida.

SUELEN – Infelizmente seu arrependimento não vai trazer a casa e as coisas que ele demorou anos pra conquistar.

TERESA – Realmente não dá Suelen! Mas dará sim para ele começar tudo do zero com minha ajuda (Pega um cheque na bolsa) Toma Antônio. Espero que dê para pagar seu prejuízo. Agora mesmo irei à delegacia  contar todos os meus crimes.

Antonio pega nas mãos de Teresa.

ANTÔNIO – Se você já se arrependeu, já basta.

TERESA – Não pra mim Antônio. Se eu não fizer isso, vou viver com o sentimento de culpa pro resto da vida.

ANTÔNIO – Se você realmente precisa disso, vá!

Antônio e Teresa se abraçam, sonoplastia entra em cena.

 

CENA 2/ GRANDE SOL/ CENAS DA CIDADE/ TARDE/

A sonoplastia continua. Está uma tarde chuvosa, cenas da igreja.

 

CENA 3/ MANSÃO SALES/ QUARTO DE FELIPE/ INT

Felipe deitado em sua cama pensando em Tima.

FELIPE – Nunca me senti assim por ninguém. (sorrir)

Ricardo bate na porta.

FELIPE – Entra!

RICARDO – To indo no hospital ver o Fernando! Vem comigo?

FELIPE – Vou sim mano, me deixa só colocar os sapatos.

RICARDO – Te espero no carro.

 

CENA 4/ CASA DE FURACONA/ QUARTO/ INT

Furacona está fazendo as malas quando Pipo entra.

PIPO – Vai pra onde mona?

FURACONA – Vou tentar a vida em outras freguesias.

PIPO – Onde?

FURACONA – Rio de Janeiro.

PIPO – Vai me abandonar.

FURACONA – Você não entende, a policia já está atrás de mim.

PIPO – Por quê?

FURACONA – Descobriram que fui eu que atropelei a Fernanda.

PIPO – Não creio.

FURACONA – Preciso ir, beijos.

Furacona abraça Pipo.

 

CENA 5/ DELEGACIA/ ESCRITÓRIO/ INT

Teresa entra no escritório e fica frente a frente com o delegado Peixoto.

DELEGADO PEIXOTO – Posso ajudar?

TERESA – Você precisar me prender.

Delegado Peixoto rir.

 

CENA 06/ RODOVIARIA GRANDE SOL/ ÔNIBUS/ EXT

O ônibus que Furacona está se prepara para sair, de repente três viaturas o cercam.

FURACONA – Hihi, Deu merda!

Os policiais descem das viaturas.

POLICIAL – Senhora Adelaide, desça do ônibus! Você está presa.

FIM DO CAPÍTULO

AMORAMOR

AMOR, AMOR – CAPÍTULO 21 – ÚLTIMOS CAPÍTULOS

logooficial

UMA WEB-NOVELA DE: Vitor Alves

DIREÇÃO: Caio Pires


CENA 1/HOSPITAL SAN MARIANO/SALA DO MÉDICO/NOITE.

Teresa entra na sala.

MÉDICO CUNHA – Oi senhora?

TERESA – O quê meu filho tem? Que doença?

MÉDICO CUNHA – Não sabemos ainda! Mas eu estou desconfiado de uma doença grave.

TERESA – Fala? Por favor fala para mim!

MÉDICO CUNHA – Não posso afirmar com toda certeza, pois os exames estão na analise. Mas pelos sintomas eu estou desconfiando que é uma Leucemia.

Música tensão, câmera aproxima de Teresa, ela chorando.

MÉDICO CUNHA – Fique calma minha senhora. Nada é confirmado ainda.

Teresa respira fundo.

 

CENA 2/LANCHOTE DE CRISTINA/COZINHA/NOITE.

Tima chega toda molhada na Lanchonete, Helena logo chega com uma toalha.

Helena – (cara de preocupação) Oh meu Deus dona Tima, tome essa toalha.

Tima (se embrulhando) Obrigada Helena! Você é um amor.

HELENA – Onde a senhora estava que não levou guarda-chuva?

TIMA – (falando em um tom baixo) Pelo amor de Deus Helena. Esse  será nosso segredo.

HELAN – Pode confiar Tima.

TIMA – Sabe o Felipe, seu ex patrão?

HELENA – Sim! O que, que tem?

TIMA – Eu saí com ele, ele falou que está apaixonado por mim.

Helena fica chocada com a revelação de Tima, logo depois, ela saí sem dar explicação.

TIMA – Ei Helena? Está tudo bem?

HELENA – (triste) Está sim! Só me deu um Mal estar.

TIMA – Na cozinha tem remédio, vá tomar.

Tima fica preocupada com a reação de Helena.

 

CENA 3/ HOSPITAL SAN MARIANO/RECEPÇÃO/NOITE.

Teresa, Felipe e Ricardo aguardam noticia, todos em silêncio muito pensativos. O Médico Cunha entra com alguns papéis na mão.

MÉDICO CUNHA – Boa noite gente! Graças a Deus tenho boas notícias.

TERESA (chorando) – Falo logo doutor, eu não aguento mais.

FELIPE – Calma minha mãe.

MÉDICO CUNHA – Seu filho não está com câncer como prevemos.É apenas uma dengue, como não foi tratada desde o início, ela virou hemorrágica.

RICARDO – Mas como ele está doutor?

MÉDICO CUNHA – Está bem! Ele só ficará internado alguns dias pois precisamos verificar as plaquetas diariamente, ele terá que beber muito liquido.

FELIPE – Quantos dias mais ou menos?

MÉDICO CUNHA – Uns cinco ou seis no máximo.

RICARDO – Graças a Deus!

TERESA – Podemos ver ele?

MÉDICO CUNHA – Podem sim! Porém ele está anestesiado, pois deu muito trabalho para fazer os exames.

TERESA – Tudo bem!

MÉDICO CUNHA – Vamos, é por aqui!

Todos saem deixando a recepção vazia.

 

CENA 4/ HOSPITAL SAN MARIANO/QUARTO/NOITE.

Fernando dormindo. Teresa, Felipe e Ricardo abraçados olhando para Fernando.

TERESA – Oh meu Deus! Muito obrigado.

FELIPE – Vai me dizer que agora a senhora acredita em Deus mamãe?

Teresa olha para Ricardo e Felipe.

TERESA – Vocês três são tudo pra mim. Me afastei de tudo que fazia bem pra mim por conta do dinheiro, mas agora meus filhos. Eu prometo amar vocês como nunca amei.

Ricardo e Felipe abraçam Teresa.

 

Corta para:

CENA 5/ MANSÃO SALES/QUARTO DE TERESA/MADRUGADA/ SONOPLASTIA: Instrumental – Angústia.

Teresa sentada em sua cama muito pensativa.

TERESA – (chorando) Oh Adalberto! Se você ainda estivesse vivo, talvez hoje eu não seria essa pessoa. Rude, grossa, má…. Mas a vida não é do jeito que a gente quer.

 

CENA 6/ GRANDE SOL/CENAS DA CIDADE/ AMANHECENDO/ SONOPLASTIA: Pela Luz dos Olhos Teus – Miúcha e Tom Jobim

Amanhece em Grande Sol, corta para praia que aos poucos fica lotada.

 

CENA 7/ MANSÃO SALES/SALA DE STAR/MANHÃ

A sonoplastia deixa aos poucos a cena. Felipe sentado no sofá jogando vídeo game quando Teresa passa.

FELIPE – Vai sair mãe?

TERESA – Vou sim filho! Preciso resolver alguns problemas.

Teresa sai.

 CENA 8/ CASA DE SUELEN /MANHÃ

Suelen e Antônio estão tomando café da manhã quando alguém bate na porta.

SUELEN – Quem será meu Deus?

Suelen levanta e abre a porta. Para surpresa de todos, é Teresa.

SUELEN – O que você quer aqui sua vádia?

TERESA – Precisamos conversar! Me escute por favor.

Suelen Olha para Antônio, close em Teresa.

FIM DO CAPÍTULO

AMORAMOR

AMOR, AMOR – CAPÍTULO 20 – ÚLTIMAS SEMANAS

logooficial

UMA WEB-NOVELA DE: Vitor Alves

DIREÇÃO: Joana Castro


CENA 1/MANSÃO SALES/SALA/NOITE/CONTINUAÇÃO EXATA.

ANDRÉ – Seu irmãozinho está mal, Ricardo!

Ricardo preocupado.

RICARDO – Vamos levar ele para o hospital! Agora, antes seja tarde.

Ricardo pega ele no colo e sai, André sai atrás.

 

CENA 2/HOSPITAL SAN MARIANO/QUARTO/NOITE.

Ricardo olhando para Fernando.

RICARDO – Ele vai continuar assim? Desmaiado?

MÉDICO CUNHA  – Sim, por um tempo! Mas rápido volta. Eu desconfio de uma doença grave.

RICARDO – O quê?

MÉDICO CUNHA – Devemos fazer um exame antes. Um teste vai revelar tudo!

RICARDO – Nossa, o quê o senhor desconfia?

MÉDICO CUNHA – Não posso falar antes ter certeza!

RICARDO – Ai meu Deus!

Close no Médico Cunha.

 

CENA 3/MANSÃO SALES/SALA/NOITE.

Teresa entra na sala e encontra Fabiana t preocupada.

TERESA – O quê houve criatura?

FABIANA – Seu filho passou muito mal! Ricardo e André levou ele para o hospital! Parece que é sério.

TERESA – Qual filho?

FABIANA – Fernando, seu caçula.

Teresa sai  preocupada, nervosa.

 

CENA 4/GRANDE SOL/PRAÇA/NOITE.

Grande sol em um dia chuvoso, as ruas completamente vazias.

 

CENA 5/PRAÇA/NOITE.

Tima e Felipe andando na praça, celular dele começa tocar.

TIMA – Atende isso logo isso.

FELIPE – Sim! (ele atende) Alô? …. O quê?

Felipe desliga o celular.

TIMA – Por que está com essa cara?

FELIPE – Meu irmão caçula está muito doente. Ele foi para hospital. Gata, tenho que ir!

TIMA – Ai meu Deus! Seu irmão vai ficar bem.

FELIPE – Tomara!

Close em Tima triste.

 

CENA 6/HOSPITAL SAN MARIANO/SALA DO MÉDICO/NOITE.

Teresa entra na sala.

MÉDICO CUNHA – Oi senhora?

TERESA – O quê meu filho tem? Que doença?

MÉDICO CUNHA – Não sabemos ainda! Mas eu estou desconfiado de uma doença grave.

TERESA – Fala? Por favor fala para mim!

MÉDICO CUNHA – Não posso afirmar com toda certeza, pois os exames estão na analise. Mas pelos sintomas eu estou desconfiando que é uma Leucemia.

Música tensão, câmera aproxima de Teresa, ela chorando.

FIM DO CAPÍTULO

AMORAMOR